Vire a página da vida —Prof. Atiliano Vire a página da vida —

Notícias

Vire a página da vida

Publicado em 27 de fevereiro de 2015

Vire a página da vida

Em algumas situações, precisamos virar a página do livro da vida para que possamos escrever uma nova história.

A lembrança, o rancor, o ressentimento… Está aí: ressentir + mento, só causa ferida e não nos deixa cicatrizar. Sabemos que todo mundo é machucado, que uma palavra, um gesto, uma atitude pode a qualquer momento machucar quem mais amamos, mas só você pode permitir se essas feridas irão permanecer e atingir seu ser.

Você tem o poder de determinar o tempo que irá permanecer com a dor; precisamos saber cicatrizar o que nos fere, curar cada parte de nós que se encontra magoada. Se te machucaram, se te feriram, se te humilharam não leve isso com você, só leve com você o que for bom para sua vida, para seu coração.

Virar a página significa recomeçar. Aprendemos a recomeçar desde o primário, quando a professora ensina ao aluno que quando errar, ao invés de apagar o erro e tentar fazer novamente, o melhor a se fazer é virar a página; virar, porque é melhor começar tudo de novo, sem marcas, sem rabiscos, sem cicatrizes.

Muitas vezes julgamos a vida e o outro a ser o motivo de nossos erros, problemas, cicatrizes, mas esquecemos de que apenas nós podemos permitir que o outro nos faça de objeto, que temos que acreditar que sempre haverá o avesso, que como existe a dor, existe a alegria e que o ser humano tem o direito de decidir o que quer da sua vida, o que fica e o que vai.

Se estiveres chorando, tira do rosto esta lágrima, veste a melhor roupa e coloca um sorriso no rosto, na vida, dá um ponto final nas coisas que te fazem mal e segue, é a hora de virar a página que te retrocede.

 

Então vai.

 

Vira.

 

Levanta.

 

 

– Rafaella Gregório de Souza.

 

Tags:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Todos os direitos reservados © 2017