Sisino Borges, Autor em Prof. AtilianoProf. Atiliano Sisino Borges, Autor em Prof. Atiliano

Sisino Borges

Sisino Borges de Santana é natural de Igreja Nova e filho do casal Albérico e Marildes, Bacharel em Direito pelo CESMAC- Centro de Estudos Superiores de Maceió, Advogado regularmente inscrito na OAB/AL, sendo que as áreas que possui mais fluência são Direito do Trabalho e Direito do Consumidor, tendo exercido desde a conclusão de seu curso a advocacia, foi Assessor Jurídico da Procuradoria do Município de Igreja Nova /AL, de 2005 a 2008, e Secretário Municipal de Administração de Igreja Nova entre os anos 2009 a 2012. Desde o ano de 2013 trabalha na Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON/AL, órgão vinculado a Secretaria de Estado da Mulher, da Cidadania e dos Direitos Humanos, tendo sido aprovado através de Seleção Pública, e desde a admissão desempenhou a função de Assessor Jurídico do Projeto pioneiro “Idoso Cidadão”, foi Coordenador da Dívida Ativa e atualmente é Assessor Jurídico lotado na Sede do citado Órgão. É casado com Wanderléia (Que não é cantora da Jovem Guarda!), pai orgulhoso da pequena e irrequieta Maria Júlia e tio de Clara Beatriz e Juninho. Católico praticante e um apaixonado pela vida, pelo Direito e pela Justiça, tendo como hobby leitura, filmes e os passeios em família, e acredita firmemente nas palavras do filósofo francês Voltaire que “O trabalho afasta de nós três grandes males: o tédio, o vício e a necessidade”.

Notícias

  • DICAS PARA NÃO CAIR EM “PEGADINHAS” NA INTERNET

    Publicado em 30 de agosto de 2014

    DICAS PARA NÃO CAIR EM “PEGADINHAS” NA INTERNET

    Muito cuidado na hora de realizar negócios em site de compras! A internet é um mundo de ofertas, promoções, novidades e principalmente de muito dinheiro. Segundos dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), em 2013 os negócios virtuais movimentaram R$ 31,11 bilhões só no Brasil, uma expansão de 29% (vinte e nove por cento) em relação a 2012, e para 2014 a previsão é de R$ 39,5 bilhões, o que significaria um crescimento de 27% ( vinte e sete por cento). Porém, é preciso atentar para o fato de que a internet não é (e nunca será) 100% (cem por cento) segura, e em razão disso, deve-se ter muito cuidado e toda a atenção para escapar das verdadeiras armadilhas que o internauta desavisado ou sedento por um bom negócio pode encontrar na Grande Rede Mundial de Computadores. Assim, para evitar que sua compra virtual se torne uma dor de cabeça real é necessário tomar alguns cuidados, entre eles: - Exigir Nota Fiscal; - Procure no site a identificação da loja (razão social, número do CNPJ, telefone e outras formas de contato além do e-mail); - Prefira fornecedores conhecidos e recomendados por amigos ou familiares; - Desconfie de ofertas vantajosas demais ou de preços muito...

Todos os direitos reservados © 2017